top of page

Memória e pensamento: O Dia 17 de Maio

17 DE MAIO : DIA DA LUTA CONTRA A LGBTQ+ FOBIA.


Além de celebrar, precisamos falar sobre a resistência. Esse é um dia para refletir a respeito de toda dor, humilhação e repressão que milhões de pessoas sofrem apenas por serem quem são. Se você nunca sofreu por expressar-se livremente quem e o que você gostaria, você carrega uma responsabilidade enorme na luta para que pessoas diferentes de você também tenham essa oportunidade. Esse dia é pra isso. Para homenagear todos que lutam por seus direitos enquanto cidadãos, enquanto seres humanos em qualquer sociedade. A beleza da espécie humana está na diversidade, porque não existe sequer uma pessoa igual a outra, e todas devem coexistir da mesma maneira.

Pessoas que possuem linguagens corporais, expressões verbais, estilos e gostos diferentes de você, são importantíssimas para que vocês se comuniquem e aprendam imensidões juntos. A verdade é que esse processo acontece, mas acontece menos quando se há um preconceito avassalador por trás dos diálogos. Pior que isso, são vidas desconhecidas e invisíveis que são mortas ou prejudicadas por esse tipo de atitude, todos os dias.

Uma sociedade que reproduz uma hierarquia preconceituosa machista, branca e elitizada está fadada a ficar parada no tempo para sempre. Já passamos do tempo de aprender que a opção do ser de cada um jamais deve limitar sua existência, qualquer atitude para além do mínimo- o respeito- é ignorante, criminoso e pobre.

O Dia Internacional de Combate à Homofobia e Transfobia dá-se em referência ao dia 17 de maio de 1990, quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da Classificação Internacional de Doenças, e, finalmente, no Brasil, conquistamos recentemente a descriminalização da doação de sangue a esse grupo de pessoas no Supremo Tribunal Federal (STF) dia 1 de Maio de 2020. É o mínimo, e o mínimo não basta. É preciso agir ativamente para proteger e evoluir os grupos que sofrem com o atraso social que convivemos, e ouvi-los, aprender, educar. O Brasil é um dos países com maior índice de violência contra LGBTQ+. Se isso não te assusta, provavelmente você ainda tem muito a aprender.



A Comunicação precisa estar com vocês.

Fotos por @matxiv .

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page